09/05/2018 às 18:47

Nova presidente da Embratur assume com desafio de mudar modelo de gestão do instituto

Teté Bezerra tomou posse nesta terça-feira (08.05). Projeto de lei que prevê a transformação do Embratur em agência está em tramitação no Congresso Nacional

Tomou posse nesta terça-feira (08.05) a nova presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Teté Bezerra. Ex-deputada federal por três mandatos, ela ocupava desde 2016 o cargo de secretária nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do Ministério do Turismo (MTur) e assume a presidência do instituto no lugar de  Marcelo Lima Costa, que ocupou interinamente o cargo desde 10 de abril, com a ida de Vinicius Lummertz para o MTur.

Em seu primeiro discurso na presidência da autarquia, Teté destacou os avanços já realizados para ampliar a participação do Brasil no cenário internacional de viagens, como a implantação dos vistos eletrônicos e a aprovação, no Senado Federal, do projeto de céus abertos. Enfatizou, porém, que seu grande desafio será sensibilizar os parlamentares sobre a importância de aprovar o PL 2724, que tramita em caráter de urgência na Câmara dos Deputados, que trata da transformação da Embratur em agência de promoção.

“Queremos uma agência forte, que seja capaz de competir com os grandes receptores internacionais de turistas. Não dá para continuarmos investindo 17 milhões de dólares em promoção internacional, enquanto nossos concorrentes investem mais de R$ 50 e R$ 100 milhões. Queremos uma agência robusta, que seja capaz de realizar parcerias e promover o Brasil no exterior, através de ações de promoção, eventos e feiras”, disse.

Teté Bezerra citou ainda outras medidas que estão apensadas no mesmo PL – a abertura total ao capital estrangeiro das empresas aéreas nacionais e a modernização da Lei Geral do Turismo. A presidente da Embratur lembrou, ainda, da conquista que foi a isenção temporária de impostos de importação de parques temáticos, outro segmento que pode ser um importante aliado à internacionalização do turismo do país.

“A nossas meta até 2022 é a criação de 2 milhões de novos postos de trabalho e passar de 6,6 milhões de turistas internacionais para 12 milhões, além de ampliar de US$ 6 bilhões pra US$ 19 bilhões o impacto desses visitantes na economia”, afirmou.

Presente na solenidade, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, destacou a trajetória de Teté no turismo e suas realizações à frente da Secretaria de Qualificação e Promoção e reafirmou a importância da parceria entre MTur e Embratur para que grandes reformas sejam feitas. “Com seu currículo, Teté Bezerra mostra que é capaz de enfrentar o desafio e pode deixar como legado principal a transformação da Embratur em agência para o aumento da competitividade do Brasil no mercado internacional do turismo”, afirmou. Lummertz citou, ainda, os projetos que estão em andamento no MTur, como a parceria com a Embratur, Sebrae e BNDES para estruturação dos destinos brasileiros, com previsão de financiamento de cerca de R$ 5 bilhões para estados, municípios e iniciativa privada.