22/01/2020 às 14:09 - Atualizado em 22/01/2020 às 18:21

Dia da Hospitalidade: a forma como o Brasil é visto pelos estrangeiros

FBHA

Alexandre Sampaio*

Além das belezas naturais, o Brasil é reconhecido por ser um país acolhedor para os estrangeiros. Em 2015, o Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), informou que 95,1% dos cidadãos do exterior voltariam para as terras brasileiras.

Na época, Belo Horizonte foi a cidade com maior destaque durante a avaliação. 

Avançando para 2017, os dados são ainda mais positivos no que diz respeito à aprovação dos estrangeiros acerca da hospitalidade brasileira. No ano, 98,1% dos viajantes estiveram satisfeitos com a recepção do nosso país, maior percentual registrado nos últimos cinco anos. 

Nota-se que a hospitalidade é um conceito fundamental para ser aplicado no ramo do turismo, levando em consideração que há o envolvimento geral do setor – principalmente hoteleiro e gastronômico – dentro da demanda de estrangeiros na rede de serviços. Em virtude desse fato, o Dia da Hospitalidade, celebrado no dia 29 de janeiro, é um ponto importante para discutir o porquê de investir neste meio dentro do segmento.

Para otimizar cada vez mais a experiência dos estrangeiros (e aperfeiçoar também os conceitos de hospitalidade turística), é preciso apostar, por exemplo, no treinamento da equipe para melhorar o atendimento dos funcionários. É altamente recomendável manter o ambiente organizado, bem decorado e confortável, de forma que o viajante se sinta acolhido pelo espaço.

No ano passado, o Ministério do Turismo divulgou a pesquisa regional de hospitalidade no país. De acordo com os dados passados pelo órgão, o Mato Grosso do Sul chamou atenção com o percentual quase totalitário: 99,6% dos visitantes consideraram o estado hospitaleiro. 

Seguindo a alta na votação, o Sul se destacou apresentando Santa Catarina (99,2%), Rio Grande do Sul (98,9%) e Paraná (98,5%) como os estados mais bem avaliados do país. Já com 98,4%, os estados de São Paulo e do Rio Grande do Norte também fazem parte das regiões mais receptivas para os estrangeiros.

A intenção para 2020 é que todos os estados possam apresentar avaliações positivas e enriquecedoras voltadas a hospitalidade do país. Para isso, trabalhamos com diferentes tipos de investimentos no setor para aumentar o fluxo de turistas e atrair novos olhares para as nossas riquezas nacionais.

*Presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação